30 de maio de 2014

Chapada dos Veadeiros com um bebê: um mês de vida

A chegada do Frederico só trouxe alegrias, inclusive em nossas viagens, que agora demandam mais planejamento e calma. Agora os destinos dependem também desse novo membro da família.

Pensando na calma e tranquilidade que um bebê precisa em seu primeiro mês de vida, nosso primeiro destino com o Frederico foi a Chapada dos Veadeiros, cerca de 250Km da nossa casa, em Brasília.

Nada melhor do que a tranquilidade da natureza para um bebê de um mês. Então alugamos um chalé no Santuário Ecológico Vale Dourado e fomos aproveitar a linda Lua Azul.

A melhor atividade da Chapada é o trekking. O local tem centenas de trilhas com paisagens maravilhosas, de tirar o fôlego, que, dependendo da trilha, realmente acaba. Fizemos uma trilha bem curta, ali mesmo onde ficamos hospedados. A trilha tinha cerca de 1,5km, 3Km ida e volta.

Mesmo com um bebê de colo é possível sim fazer trilhas. Para isso um carregador de bebê é fundamental, aqui usamos o wrap, recomendadíssimo para bebês pequenos. Desta forma Frederico ficava quentinho, confortável e alimentado.






A fase mais fácil de viajar com um bebê é essa, que vai até os seis meses, pois com amamentação exclusiva em livre demanda não precisávamos nos preocupar com o que ele iria comer.



Nas fotos vocês podem ver que o nosso cachorro Hugo continua um ótimo companheiro de viagem, agora com a missão de ajudar a cuidar do Frederico.



O som da cachoeira lembra o som do útero, por isso ele dormiu tanto.



No primeiro banho de cachoeira molhou só o pezinho, mas já foi motivo de choro, que logo foi acalmado no colo do papai.






O que levar na viagem

Essa é uma pergunta clássica. O que levar em uma viagem com um bebê de um mês? É lógico que não teremos a estrutura de uma casa, e tão pouco levaremos a nossa casa, então levamos apenas o essencial.


Bebê conforto: Deve ser confortável e seguro para o bebê. Frederico dormiu as três horas de viagem. Nessa fase o bebê dorme muito, então geralmente eles ficam tranquilos no bebê conforto, mas é lógico que isso depende do bebê e de como ele está fisicamente e emocionalmente.




Carrinho de bebê: Esse foi o seu berço. Aqui o carrinho tem aquele mosquiteiro, o que foi muito útil para impedir que os mosquitos chegassem à pele do meu bebezinho. Para lugares com muito mosquito recomendo levar um difusor e um óleo essencial de citronela. Nas trilhas o carrinho não foi utilizado, seria impossível, então a utilização foi apenas para o sono do Frederico.

Roupas e fraldas: Nessa fase o bebê suja muita roupa, a fralda geralmente vaza e temos que trocar o bebê inteiro, então levei três peças de roupa para cada dia (ainda bem que passamos apenas dois dias). A quantidade de fraldas vai depender do ritmo do seu bebê. Também é bom levar fraldas de pano, para cobrir o bebê quando o sol estiver forte. É importante levar cobertas, as vezes o frio aperta na região.

Banho: Levamos sabonete líquido, inclusive para lavar o cabelo, e toalha. Frederico tomou banho no chuveiro comigo. Ele ficava no meu colo e o pai ajudava a dar banho nele, passando o sabonete. Facilita, também, a utilização de um banquinho de plástico no banho, é mais fácil dar o banho sentada. Outra alternativa é comprar aquela piscina inflável pequena para dar banho como se fosse banheira. 

Comida: O leite materno em livre demanda foi o único alimento do Frederico. Ficamos em um chalé com cozinha, então cozinhávamos a nossa comida. Preferimos ficar apenas no Chalé, então não saímos para as cidades de São Jorge ou Alto Paraíso, as mais próximas do local onde nos hospedamos. Para os bebês que se alimentam com fórmula infantil é interessante se hospedar em um lugar com cozinha ou levar um fogareiro portátil.



Conclusão

A energia da natureza nos revitaliza, ainda mais nesse momento em que ficamos muito em casa, integralmente disponíveis para o nosso bebê. O barulho do rio, do bater do vento nas árvores, o céu estrelado, o vento no rosto geram sensações e sentimentos importantes tanto para nós, pais, como também para o bebê, que tem a oportunidade de ver e sentir muito além do seu ginásio e do seu móbile. 

Geralmente os pediatras recomendam evitar locais fechados e grandes aglomerações para os recém nascidos e bebês que ainda não estão com o primeiro ciclo de vacinas completo, pois pode haver contato do bebê com vírus e bactérias prejudiciais à sua saúde. Por isso a escolha de um lugar tranquilo, sem contato com muitas pessoas e em um ambiente que só traz energias positivas. A experiência foi ótima, recomendo.





2 comentários:

  1. Oi, Amanda! Muito legal seu depoimento... Eu e minha esposa estamos planejando levar nosso cachorro, o Mimoso, pela primeira vez à Chapada dos Veadeiros, e nos alertaram que a maioria das cachoeiras não aceitam cães. Estou procurando na internet, onde há muito poucas informações, e cheguei ao seu site. Como o Hugo já foi lá, queria saber se vc poderia nos dar dicas de cachoeiras e campings... Agradecemos qualquer informação.
    Cassio Elias
    cassiotes@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cassio,

      Já fui umas 3 vezes com o Hugo para a Chapada dos Veadeiros. Nos Passeio do Parque Nacional realmente não é possível ir com cachorro, mas a maior parte das Cachoeira são privadas, e nunca tivemos problema em barrarem o Hugo, mas já faz uns 2 anos que não vou para lá. Já fizemos Camping selvagem na Cachoeira Rei do Prata, em Cavalcante, onde foi tranquilo entrar. Ficamos uma vez no Camping Portal da Chapada, onde entramos com ele na Cachoeira São Bento tranquilamente e na Almecegas I e II. Da última vez ficamos em um Chalé no Santuário Vale Dourado, onde fomos nas Cachoeiras da propriedade, e também foi bem tranquilo. As Cachoeiras menos turísticas, próximo a São Jorge, acredito serem mais tranquilas para ir com Cachorro. A Cachoeira do Segredo é pouco conhecida e liiiiiiiinda, talvez seja tranquilo entrar. Mas viajar com cachorro é sempre um risco de ser barrado em alguns lugares ou de não conseguir hospedagem, mas na maior parte das vezes é tranquilo, isso se você não vai para um Parque Nacional, que realmente é proibido entrar com animais doméstico.

      Excluir