4 de março de 2015

De motorhome pela Califórnia

A primeira viagem internacional do Frederico teve como destino Los Angeles, Califórnia, Estados Unidos, quando ele tinha 10 meses. Para isso tivemos que vencer algumas burocracias, como passaporte e visto, que não são nada complicadas. Emitir o passaporte  dá mais trabalho. Para o passaporte é necessário que o bebê vá até o local de emissão e tem validade de apenas 1 ano para bebês até 1 ano. Já o visto nem precisa o bebê ir junto e tem validade de 10 anos. Então até ele completar 10 anos não precisamos nos preocupar com visto para os Estados Unidos.

Por que Los Angeles? Porque estava em promoção, rs. O destino não importava, todos os lugares têm lugares ótimos para visitar e se divertir, mas Los Angeles não era um lugar que nos atraia, não gostamos muito de cidades grandes, então decidimos fazer uma road trip pelo litoral da Califórnia e por onde mais desse na telha. Sempre escolhemos o destino durante a viagem. Pensa em uma pessoa sem um pingo de organização, sou eu, por isso nosso roteiro é decidido no caminho.

A maior dúvida antes da viagem foi que meio de locomoção usaríamos na nossa road trip. Já tínhamos feito viagens longas de carro no Brasil com o Frederico, mas aqui sabemos que sempre vai ter um restaurante self service, que terá arroz, feijão e carne para ele comer. Temos o nosso carro, que qualquer coisa se não encontrarmos hotel conseguimos rebater os bancos, inflar um colchão inflável e dormir. Mas em outro país, que não conhecíamos direito, que não tem refeições saudáveis em todos os lugares... E se não encontrarmos hotel? A solução então foi alugar um motorhome. Assim poderíamos cozinhar nossa comida, passear pelo país e escolher um quintal e uma vista diferente a cada dia

Então, uma semana antes da viagem, fechei o motorhome na Camper Travel e pronto, agora era só esperar o dia de partirmos.

O voo

Compramos as passagens pela Copa Airlines, uma empresa panamenha, então o voo fazia uma rápida escala no Panamá. O que foi tranquilo para o Frederico, mesmo alongando um pouco mais a viagem.

É comum falarem que bebês até 2 anos não pagam passagem, mas as empresas aéreas podem cobrar até 10% do valor da passagem do adulto, e é claro que a maioria cobra. A Copa Airlines cobrou R$283 pelo Frederico e depois ainda falaram que ele não tinha direito a comida porque ele não pagava passagem. Ah tá, aí meu filho come o que? Aff!!

Teve algumas situações que eu não gostei no voo. Essa questão da comida, a falta de atenção com pessoas que necessitam de cuidados especiais, como bebês, pessoas com dificuldade de locomoção.

O Frederico é um bebê calmo, então a viagem foi tranquila, brincava, dormia, brincava mais um pouco, dormia. Quando está acordado não consegue ficar muito tempo parado, então nada de DVDs ou filmes, o jeito era caminhar um pouco pelo avião, mostrar um livro, a revista de voo, a janela, dava algo para comer, até cansar e dormir novamente. O voo de ida foi de madrugada, então dormiu bastante.


A chegada

Iriamos pegar o motorhome apenas no dia seguinte, então alugamos um carro para chegarmos ao hotel e irmos ao mercado comprar algumas coisas para a nossa viagem. O aluguel do carro muitas vezes fica mais barato que o táxi, além disso o local onde iriamos pegar o motorhome ficava muito longe, então a solução foi alugar um carro para pegar nossa casa rodante.

Após locar o carro, que já tinhamos reservado pela internet, fomos descansar um pouco no hotel. Reservamos o La Quinta Inn, pois era um dos mais próximos do aeroporto, um  hotel com bom custo benefício. Depois fomos até um mercado comprar uma cadeirinha para o Frederico, pois achamos melhor comprar lá. Então fomos ao Pier Santa Mônica, local bem bonito, com restaurantes e parque de diversões.

Descansando após a longa viagem de avião


 Buscando o Motorhome

Já tínhamos marcado o horário para pegar o motorhome, 11h estávamos lá para buscar o que seria nossa casa pelos próximos 11 dias. Tinha que ser rápido, pois precisávamos entregar o outro carro que alugamos até 12:30.

Chegamos então na Cruise América, onde nos explicaram todo o funcionamento do motorhome. Depois fomos devolver o carro alugado e pé na estrada.

Frederico conhecendo o motorhome

A cadeirinha que compramos

O detalhe do pé em cima da mesa

Iniciando a viagem: Malibu

A nossa casa e o quintal


Nenhum comentário:

Postar um comentário